2 de mar de 2011

airplanes .


     Se eu pudesse fazer apenas um pedido aos aviões, seria para que eles não decolassem. Se eu pudesse fazer apenas um pedido ao meu coração que fosse atendido, seria para que ele colocasse um X no nome Bruno. Mas acontece que eu não posso fazer nenhum desses pedidos.
     Ele vai embora, vai pra Espanha, há milhares de quilômetros de mim. Vai ter uma nova vida, vai conhecer novas pessoas, vai me esquecer completamente.
      Eu realmente fico feliz por ele. Quer dizer, ir morar no exterior é uma oportunidade que poucos tem, uma oportunidade que eu não tenho. Vai ser ótimo pro futuro dele e o todo o mais. Mas ao mesmo tempo que me coração se enche de orgulho pela oportunidade dele, ele se entristece porque eu ainda o amo. Eu ainda amo a pessoa que me fez chorar por um amor de verdade, ainda amo a pessoa que fez com que eu me sentisse mulher pela primeira vez na vida, eu ainda amo a pessoa que eu nunca vi na vida, mas que é como se sempre estivesse ao meu lado.
      A minha maior vontade era de pegar um taxi agora, ir para o aeroporto ao encontro dele e então implorar para que ele ficasse e se ele não aceitasse ficar, eu imploraria aos aviões para ficarem parados em seus devidos lugares, para que não ligassem suas turbinas.
      Imploraria para o tempo parar, para que eu pudesse admirar o brilho de seus olhos pela primeira e última vez. E então quando o tempo voltasse ao seu estado normal e os aviões voltassem a ligar suas turbinas eu iria embora. Sozinha, da mesma forma como cheguei.
      Sozinha, com os olhos cheios de lágrimas, com um sorriso de decepção e alegria no rosto. Decepção, pois não consegui mais do que alguns segundos com o amor da minha vida e alegria, porque eu o vi, eu falei com ele, eu o toquei, mesmo que sem querer. E dentro do meu coração haveria uma pequena partícula de esperança.
       A esperança de que quando eu chegasse na porta do aeroporto, eu ouvisse alguém chamar o meu nome, então eu me viraria para olhar e o veria sorrindo pra mim e quando eu menos esperasse ele iria me tomar em seus braços ...

28 de jan de 2011

i even love you.


   Ai meu Deus do céu! Eu estou completamente perdida! Eu não consegui dizer adeus para o Bruno e para ajudar o meu sentimento por ele não diminuiu nem um pouco... pior ainda,  ele só aumentou e aumentou e aumentou.
    É horrível passar noites acordada chorando e com a música no último volume apenas pensando nele. É horrível ter que dizer que estou bem porque ele está com alguém que o faz feliz, quando não estou. É horrível não dizer que o amo. É horrível...
    Eu nunca amei alguém como eu amo este garoto! E eu o amo de uma forma completamente inexplicável! Eu me preocupo com cada passo dele,  tenho medo de que ele saia sozinho e fassa alguma coisa que o prejudique, tenho medo de que ele se corte, tenho medo até que ele não durma bem por conta de um simples pesadelo. Eu penso nele 24 horas por dia e quando paro e me preocupo com alguma outra coisa, sempre me lembro dele, por mais idiota que seja o sinal.
     Volto a pensar nele quando meu celular toca, quando vejo alguém alto, quando meus amigos cantam pra mim... volto a pensar nele quando olho pela janela e vejo que o dia está bonito de mais, quando vejo uma letra B em qualquer lugar, quando chega uma nova mensagem no meu celular e eu me dou conta que ele não me manda nem um simples olá há pelo menos um mês.
      Eu realmente tenho a esperança que de que ele ainda me ame, não muito, só um pouquinho, pois não precisa ser muito mais do que isso, mas~depois me dou conta de que o coração dele não me pertence, ou pelo menos não deveria pertencer.
     Eu só sei que mesmo não tendo ele ao meu lado para me abraçar, para me dizer que está tudo bem, eu ainda perteço a ele e tenho a sensação de que jamais irei pertencer a outro como pertenço a Bruno.

22 de jan de 2011

boys.


       Vamos ver uma palavra....   ahm... garoto. Agora a definição dessa palavra ...  Garoto: ser humano do sexo masculino, ou melhor dizendo problema. Não só na minha vida, mas na vida de todas as garotas do planeta.
        É incrível como é só a gente conhecer uma garoto novo e um turbilhão de problemas começam a surgir na nossa cabeça e na nossa vida causados por apenas um sentimento que se desenvolve em algumas etapas.
        Etapa 1: legal, lá estamaos nós, sem fazer nada, derrepende chega o cara mais lindo do mundo pra conversar com você e depois de um tempo, vocês se tornam grandes amigos
       Etapa 2:  nós trocamos msn, celular e todo o mais, depois de um mês mais ou menos, nós marcamos de sair como os bons amigos que somos, mas então a gente simplesmente se olha e não aguenta. A gente se beija e o beijo é o melhor beijo de nossas vidas.
       Etapa 3: nós, garotas, vamos para casa. Passamos a noite inteira pensando naquele beijo e depois, quando vamos falar com eles,  eles dizem que nos amam e que somos as garotas perfeitas pra eles.
       Etapa 4: nós cometemos o maior erro de nossas vidas e nos apaixonamos perdidamente
       Etapa 5: depois de um mês, mais ou menos, eles aparecem nos dizendo que nada da certo entre a nossa relação e que ele está perdidamente apaixonado pela amiga dele.
       Etapa 6: conhecemos outro garoto perfeito e repitimos todas as etapas.
        Eu estava lendo um livro esses dias e eu axo que uma parte dele serve como conselho ára exatamente todas as garotas do mundo.
        "Há garotos que crescem achando que vão se firmar em um futuro distante, e há outros que estão prontos para se casar assim que conhecem a pessoa certa. Os primeiros me deixam entediada, principalmente porque são patéticos; e os outros, francamente, não são fáceis de encontrar. Mas é nos sérios que estou interessada, só que leva tempo para encontrar alguém assim, e por quem eu também me interesse. Quer dizer, se a relação não consegue sobreviver no longo prazo, por que é que vou investir meu tempo e minha energia em algo que não vai durar?"
                 A Última Música - Megan conversando com seu irmão Will

5 de jan de 2011

this fucker brother.


    Se tem uma coisa que eu não suporto é gente que faz ou deixa de fazer algo para ou com alguém e depois tenta mesclar este fato. É sério,  isso me extressa, principalmente quando essa pessoa que tentou mesclar a verdade é mais do que seu amigo, é um irmão de coração.
     A pior coisa que existe é quando você faz algo errado, corrige o erro de uma forma um pouco dolorosa para outra pessoa, não fica se sentindo bem e pra fechar o dia com chave de ouro, você é acordada às 23:59 com uma mensagem do seu irmão de coração só te criticando. Não é nem pelo fato dele ter te criticado que você se sente mal, mas pelo fato de que a única pessoa que você realmente esperava que estivesse do seu lado naquele momento dizendo que o que você fez foi o certo, estava ali, com 2 facas em cada mão pronto para te atacar.
     Depois disso, vem o fato do seu irmão de coração arranjar uma namorada. Não é o fato dele estar namorando, é o fato dele simplesmente ter te largado de lado enquanto falava com ela, mesmo depois de ter lhe dito que te amava, que você era insubstituível e que nunca nada nem ninguém no mundo ou fora dele iria separá-los.
     E pra melhorar a situação, o seu irmão de coração diz que te ama e que ficou mais de 3 semanas sem ir falar com você porque ele não teve tempo. Diz que não se lembrava de não ter contado a você sobre o curso técnico dele e ainda diz que tinha contado para todos, e por isso achava que tinha te contado.
    Então você se pergunta: que raio de irmão é esse? Que raio de irmão é esse que ao invés de ficar do seu lado em um momento nem um pouco fácil, prefere te aguardar com armas na mão, prontas para cair sobre você? Que raio de irmão é esse que diz que te ama e depois, na primeira brecha,arranja uma namorada e simplesmente te larga de lado? Que raio de irmão é esse que lembra de todos os que ele conhece menos de você para contar sobre sua formação profissional? E que raio de irmão é esse que arranja tempo para sair com absolutamente todos os amigos, que arranja tempo para sair com a namorada, que arranja tempo para ficar um tempo absurdo online no MSN, mas não arranja 5 minutos pra falar um simples: "oi, tudo beem" pra você?
    Talvez pra ele você não seja uma irmã, seja apenas uma colega, mesmo contradizendo suas palavras quando ele arranja tempo para você.

30 de dez de 2010

i will forget.


             É simples. Eu cansei.
             Simplesmente cansei do Bruno. Não, na verdade eu não me cansei dele, me cansei de sentir qualquer coisa por ele, seja ódio, amor, carinho ou raiva.
             Ele está namorando e eu estou começando a me desligar dele. Acontece que eu não sei por quanto tempo ele vai continuar idolatrando a namorada e não sei quanto tempo vai durar este namoro.
             5 dias? Talvez 4 meses? Ou então 1 ano? Não sei! Eu só sei que se continuarmos com essa amizade alguma hora tudo vai voltar. Até vejo eu tentando novamente me convencer de que não amo ele, não daquele jeito tão especial que me faz sorrir como boba. Me vejo dizendo a ele e à mim mesma que o amo mais do que tudo, mas apenas como amigo, mesmo não sendo verdade.
             Consigo ver ele dizendo que me deseja como sua mulher novamente, que nunca me esqueceu, mas que achava que ficar longe de mim era o melhor para nós dois. Eu consigo ver tudo acontecendo de novo. Acontece que eu simplesmente não quero que aconteça de novo, pois se tudo voltar a ser como era antes, o meu terceiro corte vai aumentar ainda mais e eu não posso deixar que isso aconteça justamente agora que ele começou a cicatrizar.
             E é simplesmente por isso que eu preciso tornar parte de um sonho dele, realidade. Preciso falar com ele, não pra me sentir feliz ou para matar as saudades, mas preciso falar com ele pra dizer que ele é o maior problema da minha vida, preciso dizer a ele pra me esquecer e que eu farei o mesmo, preciso dizer que eu nunca fui forte e ainda não sou, mas terei que fazer de tudo para esquecê-lo. Direi à ele não um simples "tchau, boa noite"  direi a ele adeus.
              E o que eu farei com todo sentimento que existe dentro de meu coração? Irei sufocá-lo, largá-lo num canto qualquer e então, depois de muito sacrifício, irei esquecê-lo. Querem um conselho? Quando forem se apaixonar perdidamente por alguém, primeiro pesquisem, depois escolham e antes de se apaixonar de ouvidos aos seus amigos. É incrível como eles tem um faro incrivel para detectar encrenca. E então, se o escolhido for aprovado por seus amigos como digno merecedor de seus sentimentos, aí sim se entregue.

27 de dez de 2010

birthday cake.



     Aah!   Eu nem acredito nisso! Dia 26 foi o aniversário de 15 anos da minha Chuky! Caramba! 15 aninhos , quinze puchões de orelha e 15 beijinhos na bochecha dela! 
      Eu infelizmente não pude estar ao lado dela quando ela cortou a primeira fatia do bolo. Eu gosto de pensar que ela gostaria que eu estivesse ao lado dela naquele momento.
     Caramba! Agora é que eu me dou conta! Ela está fazendo 15 anos! Quer dizer, parece pouco, mas não é! São mais de 1 296 000 segundos !
      Eu só conheço ela há 5 anos, mas foram anos tão bons!
      Me lembro de cada discussão boba e das discussões que não foram tão bobas. Me lembro perfeitamente de quando ficamos 6 meses sem nos falar e quando voltamos a conversar a minha sensação era de que eu era a pessoa mais feliz do mundo!
     Lembro-me também de quando ela me chamava de Vagalume e que eu ficava enfurecida com este apelido que hoje é motivo para as nossas risadas! E também tem o episódio acontecido no NR quando eu acabei brigando com ela e depois, nos abraçamos chorando pedindo desculpas uma à outra pelo acontecido. Pois é... eu me lembro de absolutamente TODAS as brigas, mas não melembro de todas as risadas.
      O único motivo que faz com que eu não consiga me lembrar de todas as nossas risadas juntas, das nossas conversas, dos nossos sorrisos é que foram tantas risadas, conversas e sorrisos que eu simplesmente não consigo lembrar! Nós vivemos tantas coisas juntas, tantos momentos pequenos e grandes que fizeram cada segundo valer à pena, pois eu estava ao lado dela!
      É minha Chuky... você está crescendo, está ficando mais alta! E eu desejo a você, do fundo do meu coração, que você continue sendo essa pessoa maravilhosa que você é para todo o sempre e que mesmo que o destino nos separe, espero sempre ter um lugarzinho guardado no seu coração, o seu ombro para que eu possa chorar, as suas risadas para me alegrar mesmo nos dias mais tristes e aquele abraço que só você tem!

18 de dez de 2010

can we pretend.


       Se eu tento me enganar dizendo para mim mesma que ele não é mais ninguém em minha vida e que o odeio mais do que qualquer coisa neste mundo?  Sim...  isso é o que eu mais fasso durante as 24 horas do meu dia.
       O meu corte ainda está aberto. A vontade de gritar,chorar ou até mesmo urrar de dor é cada vez mais irresistível, mas eu simplesmente não posso. Não posso me submeter a isso justamente agora. Não posso ser fraca neste momento!  É o meu terceiro corte! Eu já deveria estar acostumada! Essa dor insuportável já não deveria me causar tanto pavor! Ver este corte aberto deveria ser simplesmente motivo de risadas da minha parte.
       Mas não... a cada momento em que apenas cogito me envolver com alguém mesmo sem tendo a menor ideia de quem seria, meu corte começa a arder, a dor se torna insuportável,sinto que o ferimento dilata e que começa a sangrar novamente. E quando paro de cogitar ideias para me fazerem feliz e volto a pensar em Bruno, a dor, a dilatação, o sangue... TUDO! Parece que tudo some! É incrível! Mesmo a lâmina Bruno tendo me causado o pior ferimento de todos ela ainda me causa bem.
        Eu poderia até cuidar bem deste ferimento para que ele se cicatrizasse mais rapidamente, mas eu simplesmente não quero. Não quero fingir que está tudo bem e que estou feliz. Não quero mais fingir que o amo apenas como meu amigo, simplesmente porque o fato de saber que ele me ama apenas assim me da vontade de piorar o meu corte.
         A farça que apresento para os meus amigos e minha família todas as manhãs no meu sorriso está me consumindo... não estou triste, mas não estou feliz também... alias, nem um pouco feliz... eu o quero ao meu lado novamente, dizendo que me ama, dizendo que sou o amor de sua vida... mas eu simplesmente não o tenho e tenho que parar de pensar no que não é mais de meu direito.